segunda-feira, 20 de maio de 2019

Rio Grande do Norte tem 143 mil inscritos no Enem 2019, segundo dados do Inep

O Rio Grande do Norte tem 143 mil pessoas inscritas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019. Os dados foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nesta segunda-feira, 20. As inscrições para o exame terminaram na sexta-feira, 17.
Desse total, 52.498 inscritos no Estado ainda não efetuaram o pagamento do boleto para confirmar a participação no exame, segundo balanço do Inep atualizado nesta segunda. Mas esses estudantes ainda estão dentro do prazo: o pagamento pode ser feito até a próxima quinta-feira, 23.
A taxa é de R$ 85 e o pagamento pode ser realizado em qualquer banco, casa lotérica ou agência dos Correios. Quem teve direito à isenção do pagamento da taxa e concluiu a inscrição no prazo estabelecido já tem sua participação garantida no exame.
O Brasil registrou, ao todo, 6,38 milhões de inscritos para a edição de 2019. O número final de participantes confirmados será divulgado no próximo dia 28. As provas do Enem 2019 serão aplicadas em dois domingos, 3 e 10 de novembro.
O Enem é realizado anualmente pelo Inep, que é vinculado ao Ministério da Educação (MEC). O exame viabiliza o acesso à educação superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Programa Universidade para Todos (ProUni) e instituições portuguesas.
Local de prova
O cartão de confirmação será disponibilizado só em outubro. Nele, haverá um resumo das principais informações para o candidato: número de inscrição; data, hora e local das provas; dados sobre atendimento especializado (se solicitado); e opção de língua estrangeira (inglês ou espanhol).
Com informações G1 RN

Uern abre processo seletivo para contratação de 14 professores visitantes

Reitor Pedro Fernandes com professores e pesquisadores durante lançamento
 do edital (Foto: Divulgação/Uern)
A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) publicou Edital de seleção para contratação, por tempo determinado, de professor visitante para os programas de pós-graduação.

Estão sendo ofertadas 14 vagas, distribuídas nos Programas de Pós-Graduação em Ciência da Computação (Mossoró); Ciências da Linguagem (Mossoró); Ciências Naturais (Mossoró); Ciências Sociais e Humanas (Mossoró); Economia (Mossoró); Educação (Mossoró); Ensino (Mossoró e Pau dos Ferros); Física (Mossoró); Geografia (Mossoró); Letras (Pau dos Ferros); Planejamento e Dinâmicas Territoriais no Semiárido (Pau dos Ferros); Saúde e Sociedade (Mossoró) e Serviço Social e Direitos Sociais (Mossoró).

O lançamento do edital aconteceu na sexta-feira, 17, no Gabinete do Reitor Pedro Fernandes e contou com a presença de professores e pesquisadores da Universidade.

“Este é um passo extraordinário, um momento em que a Uern avança diante de tantas dificuldades, e que terá um grande impacto para a pesquisa na Instituição”, ressaltou o pró-reitor de Gestão de Pessoas, David Leite.

Pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Rodolfo Cavalcante fez um rápido relato histórico da pós-graduação na Uern, ressaltando o crescimento que levou à Instituição a se tornar referência em interiorização da pós-graduação. “Nós temos uma história recente, porém que é um exemplo para outras instituições.
 
Há pouco mais de dez anos a Uern não tinha nenhum curso de pós-graduação e hoje são 26 programas contemplando todas as áreas do conhecimento, que abrangem mais de 1.200 alunos no interior do Rio Grande do Norte. Já entregamos o diploma de mestre a mais de mil alunos e já estamos entregando diplomas de doutorado. Foi um crescimento rápido, mas bem alicerçado. E a vinda desses professores visitantes irá otimizar o nosso corpo docente”, avaliou o pró-reitor.

Entusiasta da consolidação da pós-graduação na Uern, o reitor Pedro Fernandes destacou a importância da presença dos professores visitantes para a Instituição e o trabalho realizado para possibilitar a abertura de vagas para uma quantidade expressiva de professores. “Esta é a maior seleção para professores visitantes da história da Uern. Para nós é uma alegria sem igual ver algo se concretizando depois de tantos obstáculos. Nós sabemos o caminho que tivemos que percorrer para chegar a este momento, que é resultado do trabalho de muitas pessoas que sonharam, pensaram, batalharam e hoje podem ver esse sonho concretizado”.

Os professores interessados em concorrer ao edital de visitante devem encaminhar a documentação exigida no Edital até o dia 27 de maio, por correspondência eletrônica através do seguinte e-mail: professorvisitanteuern@gmail.com.


Mais informações no Edital, disponível no JOUERN ou AQUI.

Bolsonaro diz que problema do Brasil é a classe política; presidente diz que país que tem tudo para dar certo


O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira (20) que o Brasil é um país que tem tudo para dar certo, mas que o problema é a sua classe política, acrescentando que isso precisa ser modificado.

Em evento na Firjan (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro), Bolsonaro também disse que gostaria que a imprensa brasileira fosse isenta e voltou a defender a necessidade de uma reforma da Previdência, apontando que pode ser “salgada” para alguns, mas visa combater privilégios.

As declarações do presidente sobre a classe política brasileira vêm num momento em que seu governo coleciona derrotas no Congresso Nacional e no início de uma semana decisiva, em que o Planalto precisará conquistar votos no Parlamento para impedir que medidas provisórias importantes percam validade.

R7, com Reuters

Exportações do RN cresceram 26% nos primeiros três meses do ano


O Centro Internacional de Negócios (CIN) do Sistema FIERN divulgou os mais recentes números da balança comercial do Rio Grande do Norte. Os dados mostram que as exportações do RN registraram um crescimento nos quatro primeiros meses deste ano em relação ao mesmo período de 2018.

“Entre janeiro a abril de 2019, as exportações ficaram 26% maiores que as do mesmo período de 2018. Melões e melancias, sal, tecidos de algodão e peixes foram os produtos com maiores valores exportados no período”, afirma Luiz Henrique Guedes, gerente do CIN.

As exportações de abril ficaram 7% abaixo das de março deste ano mas 16,7% maiores que as de abril do ano passado. Melões, tecidos de algodão, peixes, castanhas de caju e mamões tiveram os maiores valores exportados no mês.

Portal no ar

Na balança comercial as importações deste ano ficaram 1,1% menores e a corrente de comércio cresceu 17,2% em relação a 2018.

Governo anunciará novos bloqueios no Orçamento na quarta (22)

Orçamento passará por um novo desafio na próxima quarta-feira (22). Em meio à desaceleração econômica, a Secretaria Especial de Fazenda do Ministério da Economia anunciará mais um contingenciamento (bloqueio temporário de verbas) na nova edição do Relatório Bimestral de Receitas e Despesas.
Publicado a cada dois meses, o relatório traz as atualizações das estimativas oficiais para a economia brasileira e o impacto dela nas previsões de receitas e despesas. Com base nas receitas, o governo revisa as despesas para garantir o cumprimento da meta de déficit primário (resultado negativo das contas do governo excluindo os juros da dívida pública) de R$ 139 bilhões e do teto de gastos federais.
Na última semana, o governo recebeu diversos sinais amarelos em relação à economia. O Boletim Focus, pesquisa com instituições financeiras divulgada pelo Banco Central (BC), indicou que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas no país) fechará o ano em 1,45%. A previsão deve baixar no próximo boletim, a ser divulgado na segunda-feira (20).
Outro alerta foi dado pelo Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) do Banco Central, que funciona como uma prévia do PIB. Famoso por antecipar tendências da economia, o indicador fechou o primeiro trimestre com queda de 0,68% em dados dessazonalizados (que desconsideram as oscilações típicas de determinadas épocas do ano).
A desaceleração da economia reduz a arrecadação de tributos, impactando a receita do governo. A queda de receita deve ser parcialmente neutralizada pela alta no preço internacional do petróleo, que está no maior nível em sete meses. Em audiência pública na Comissão Mista de Orçamento na última terça-feira (14), o secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, confirmou que o próximo relatório terá bloqueios adicionais de verbas.
No fim de março, a Secretaria Especial de Fazenda tinha anunciado o contingenciamento de quase R$ 30 bilhões do Orçamento. De lá para cá, o volume total bloqueado não foi alterado, mas o governo fez remanejamentos que retiraram recursos da educação e desencadearam uma onda de protestos na última quarta-feira (15) pela manutenção das verbas.
Pela lei, somente despesas discricionárias (não obrigatórias) podem ser contingenciadas. O volume de contingenciamento, no entanto, pode ser parcialmente reduzido se a equipe econômica reestimar reduções de gastos obrigatórios, geralmente reservas para cumprimento de decisões judiciais ou de gastos com o funcionalismo.
Agência Brasil

Direto de cela de presídio federal no RN, Fernandinho Beira-Mar planeja site para vender produtos com a sua marca


Capturado há quase duas décadas nos arredores de um acampamento das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) na selva amazônica, o traficante Luiz Fernando da Costa foi retratado à época pelos jornais colombianos como o “Pablo Escobar brasileiro”.

Fernandinho Beira-Mar havia saído de um aglomerado de casebres às margens da Baía de Guanabara, a favela Beira-Mar, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, para se tornar o maior distribuidor de drogas e armas às comunidades do Rio, segundo a Polícia Federal. Passados 18 anos de sua prisão por militares do país vizinho, ele planeja usar a internet para abastecer a cidade com outros tipos de produtos: canecas, camisas, bonés e capas para telefone celular. Tudo com a marca FBM.

É da cela 38 da penitenciária federal de segurança máxima de Mossoró, no Rio Grande do Norte, que o traficante condenado a mais de 300 anos de prisão planeja os detalhes de seu site de vendas, que também será usado para divulgar dois livros de sua autoria.

Uma das obras fala sobre Jesus Cristo, monografia escrita para conclusão do curso de Teologia, que fez à distância. O segundo texto é uma biografia, onde ele retrata a sua trajetória à margem da lei. Dos tempos de matuto, quando trazia pequenas quantidades de cocaína e maconha, respectivamente, da Colômbia e do Paraguai para abastecer as bocas de fumo da favela Beira-Mar, até o período em que se associou ao chefe da Frente 16 das FARC, Tomas Medina Caracas, o Negro Acácio, morto pelo exército colombiano em 2007.

Negócios, rebeliões e condenações

Articulado, inteligente, extremamente frio e violento — como é descrito nos relatórios de análise comportamental do sistema prisional –, Fernandinho Beira-Mar defendia a unificação das facções criminosas em atividade no Rio para se tornar o único fornecedor de drogas e armas aos criminosos.

Em 2002, menos de um ano após ter sido preso na selva colombiana, ele comandou uma rebelião em Bangu 1 que se estendeu por 23h e resultou em quatro assassinatos. Dentre os mortos estava Ernaldo Pinto de Madeiros, o Uê, que foi queimado vivo dentro de sua cela. Após o episódio, o traficante foi transferido para uma penitenciária federal de segurança máxima fora do estado e, posteriormente, condenado a 120 anos de prisão.

Produtos FBM serão feitos por dependentes químicos

Com o site de vendas, a ideia do traficante é oferecer produtos que serão confeccionados por dependentes químicos que estão sob tratamento oferecido por uma organização não-governamental (ONG) ligada a uma igreja evangélica. Procurada pelo UOL, a advogada Paloma Gurgel confirmou que a página está em fase de construção e que Beira-Mar vem acompanhando todo o processo de criação do site e dos textos, que obrigatoriamente são analisados pelo setor de inteligência do sistema prisional e pela direção da penitenciária de Mossoró.

A defensora disse ainda não estar autorizada a informar detalhes sobre o site, mas se prontificou a encaminhar ao traficante uma relação de perguntas enviadas pela reportagem. Havendo respostas, este texto pode ser atualizado.

Uma das questões formuladas se refere ao fato de um traficante internacional planejar empregar o trabalho de dependentes químicos para vender sua marca, além da relação de Beira-Mar com a ONG, o nome da entidade e para onde serão destinados os lucros obtidos com a comercialização dos produtos.

O Código de Processo Penal (CPP) brasileiro não prevê nenhum tipo de impedimento para que um preso condenado tenha uma marca comercial, tampouco um site na internet com o seu nome. O Departamento Penitenciário Nacional (Depen), contudo, esclarece que o preso Luiz Fernando da Costa não tem autorização para acessar computadores, salvo nos períodos dedicados ao estudo à distância, mas sob monitoramento do setor de inteligência. A construção e manutenção do site deve ser feita por terceiros, segundo a advogada, seguindo instruções de Beira-Mar.

Duas décadas no sistema prisional

Aos 51 anos, Fernandinho Beira-Mar concluiu ano passado a faculdade de teologia feita à distância. Preso em abril de 2001, o traficante passou por presídios do Rio de Janeiro (Bangu 1), Paraná (Catanduvas), Rondônia (Porto Velho) e Rio Grande do Norte (Mossoró). Apesar de as unidades serem consideradas de segurança máxima, Beira-Mar conseguiu driblar a segurança para continuar dando orientações aos integrantes de sua quadrilha, inclusive, para arquitetar seu resgate de Catanduvas. A descoberta do plano levou o Departamento Penitenciário a transferí-lo de penitenciária.

Em 2017, quando cumpria pena em Porto Velho, a Polícia Federal descobriu que Fernandinho Beira-Mar continuava a ditar as regras para seu bando por meio de bilhetes e mensagens codificadas. As orientações, segundo as investigações da PF, eram repassadas ao menos duas vezes por semana. A troca de mensagens em alguns casos continha até imagens anexadas. Após a descoberta de que o traficante havia transformado a cela de Porto Velho em escritório da quadrilha, Beira-Mar foi novamente transferido, dessa vez para a unidade federal de Mossoró, onde agora ele se articula para lançar seu site.

UOL

Enem 2019 registra 6,38 milhões de inscritos

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) registrou mais de 6,38 milhões de inscritos para a edição de 2019.
O prazo para os interessados se inscreverem terminou na sexta-feira (17). Os participantes, no entanto, têm até o dia 23 de maio para pagar a taxa de R$ 85. Por isso, o número final de confirmados só será divulgado no próximo dia 28.
Quem teve direito à isenção do pagamento da taxa e concluiu a inscrição no prazo tem a participação garantida no exame.
As provas do Enem 2019 serão aplicadas em dois domingos, 3 e 10 de novembro.
No ano passado, houve 6,7 milhões de inscrições – sendo que 5,5 milhões delas foram confirmadas após o prazo para pagamento. Caso o número de 2019 seja ainda menor que esse, será o terceiro ano de queda consecutiva em número de participantes.

Em 21 edições, exame já recebeu quase 100 milhões de inscrições

O Enem é realizado todos os anos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia vinculada ao Ministério da Educação (MEC). Em 21 edições, o exame recebeu quase 100 milhões de inscrições.
O exame avalia o desempenho do estudante e viabiliza o acesso à educação superior, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Programa Universidade para Todos (ProUni) e instituições portuguesas.
O exame também possibilita o financiamento e apoio estudantil, por meio do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).
Os dados do Enem também permitem autoavaliação do estudante o desenvolvimento de estudos e indicadores educacionais. O exame é aplicado em dois domingos e tem quatro provas objetivas, com 180 questões, além de uma redação.

Local de prova

O cartão de confirmação será disponibilizado só em outubro. Nele, haverá um resumo das principais informações para o candidato: número de inscrição; data, hora e local das provas; dados sobre atendimento especializado (se solicitado); e opção de língua estrangeira (inglês ou espanhol).

Estrutura da prova

  • O exame ocorrerá em dois domingos: 3 e 10 de novembro. No primeiro dia, serão aplicadas as provas de:
  • linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e ciências humanas e suas tecnologias.
  • duração: 5h30
No segundo domingo, dia 10 de novembro, será a vez das questões de:
  • ciências da natureza e suas tecnologias e matemática e suas tecnologias.
  • duração: 5h

Novidades da edição 2019

Neste ano, há as seguintes novidades:
  • novo sistema de inscrição
  • inclusão opcional de foto na inscrição
  • espaço com linhas para rascunho da redação
  • espaço para cálculos no final do caderno de questões
  • surdos, deficientes auditivos e surdocegos poderão indicar, na inscrição, se usam aparelho auditivo ou implante coclear
  • lanches levados pelos candidatos serão revistados

Corte de luz por falta de pagamento na conta é proibido em todo território brasileiro

O consumidor que não pagou uma conta de luz há mais de 90 dias não pode mais ter a eletricidade cortada – desde que as faturas posteriores à conta atrasada estejam quitadas. Essa é a nova determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para proteger o fiel pagador que, eventualmente, esqueceu de pagar uma fatura – que é antiga demais ou pode não ter sido enviada pela concessionária.

A regra está prevista na Resolução 414/2010 (que foi publicada no último dia 15 de março, editada para evitar confusões. Isso porque, às vezes, um morador tinha a luz cortada por causa do atraso no pagamento de um boleto em atraso há anos – em muitos casos quem deixou de pagar nem é mais o morador do imóvel.

“Não se pode penalizar o consumidor que por acaso esqueceu ou falhou no pagamento – e a concessionária teve 90 dias para lembrá-lo e não o fez. A distribuidora não pode cortar com base numa conta que ficou esquecida lá atrás, sendo que o consumidor fez os pagamentos posteriores. É para evitar esse tipo de situação”, diz Romeu Donizete Rufino, diretor da Aneel.

A mesma norma ainda prevê que a suspensão de fornecimento por falta de pagamento da conta de energia só poderá ser feita em dias úteis da semana e durante o horário comercial (8h às 18h), e não mais a qualquer momento como era possível antes. Isso porque, segundo Rufino, não é o corte que interessa ao consumidor e à concessionária, mas sim um serviço de boa qualidade e o pagamento em dia da fatura.


“Se houver um corte de energia no final do dia da sexta-feira, por exemplo, o consumidor poderia eventualmente pagar, quitar e só teria a energia de volta na segunda-feira. O propósito não é esse, não é deixá-lo sem energia. Essa medida vem para protegê-lo e não deixá-lo sem o serviço essencial no final de semana”, completa Rufino.

segunda-feira, 15 de abril de 2019

Preparação para o espetáculo Chuva de Balas no País de Mossoró é iniciada

Consagrado dentro do evento Mossoró Cidade Junina, o espetáculo Chuva de Bala no País de Mossoró começa a tomar forma para comemorar seus 18 anos de existência. Nesta edição, seguindo o sucesso de 2018, o espetáculo segue com direção, cenário e figurino de Marcos Leonardo, com assistência de direção e coreografias de Roberta Schumara.

De acordo com o diretor Marcos Leonardo, o espetáculo virá repleto de novidades para este ano. “Estamos preparando algo especial para esta maioridade. Não será apenas mais uma edição, mas um momento de muitas comemorações e homenagens”, disse.

A prefeita Rosalba Ciarlini destacou que o Chuva de Bala está na essência o Mossoró Cidade Junina. “É um espetáculo que nos orgulha em muitos aspectos, primeiro por ser encenado por artistas locais e também por retratar a bravura do povo mossoroense”, afirmou.

Toda a programação de datas do espetáculo, assim como tudo o que envolve o evento como um todo será divulgada pela Prefeitura de Mossoró, através da Secretaria Municipal de Cultura nos próximos dias.

Bandido que tentou matar vigilante morre HRTM em Mossoró

Um adolescente de 17 anos morreu após ser baleado durante uma troca de tiros com um vigilante no bairro Malvinas, em Mossoró. Segundo a Polícia Militar, o caso ocorreu na manhã do último sábado. O jovem chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu no hospital. O vigilante também ficou ferido, mas não corre risco de morte.
De acordo com a PM, o adolescente na companhia de um comparsa teria trocado tiros com o vigilante que realizava a limpeza de sua residência na Favela do Velho, região das Malvinas.  Ainda segundo a polícia, a intenção da dupla era matar o vigilante, mas acabaram sendo surpreendidos e houve um confronto. 
Durante a troca de tiros, tanto o vigilante como um dos bandidos acabaram feridos. 
A motivação do atentado contra o vigilante ainda é desconhecida. O caso será investigado pela Divisão de Homídios e Proteção à Pessoa. 
Fonte: Mossoró Notícias

Silvio Santos questiona salário de Faustão e chama apresentador de “mentiroso”

O homem do baú, Silvio Santos voltou das férias com tudo. Após curtir uns dias de folga em Orlando, nos Estados Unidos, o apresentador retornou ao seu programa nesse domingo (14). Em determinado momento da atração, Silvio falou sobre o salários de apresentadores, incluindo o de Fausto Silva.
“Xuxa ganhando um dinheirão, [Rodrigo] Faro ganhando outro dinheirão, o Faustão mentiroso, mentiroso. Ganhar R$ 5 milhões por mês, o Faustão? Mentiroso!”, afirmou ele em meio aos risos.
Além disso, Silvio ainda falou sobre o motivo de ter colocado sua família para trabalhar na emissora, durante o quadro ‘Bolsa Família’.
“Eu preciso economizar. Tem a Silvinha, que faz o ‘Bom Dia & Cia’, coloquei a Patricia, a Rebeca…”, e continuou: “Não tinha ninguém para escrever novela, falei para minha mulher [Iris Abravanel]: ‘Escreve novela, se não te abandono’. Aí meu neto dizia: ‘Vovô, me dá doce?’, falei ‘Vai trabalhar, Tiago Abravanel’. Cinco na televisão para economizar dinheiro”, brincou.

Fátima faz a mesma coisa que Robinson fez com Rosalba

O ex-governador Robinson Faria assumiu publicamente pela primeira vez, passadas as eleições, que apoiou a candidatura de Fátima Bezerra ao governo do Estado do Rio Grande do Norte no segundo turno das eleições. Agora tá magoado com Fafá porque ela anda dizendo umas coisas que ele considera ‘inverdades’.
Fátima faz com Robinson o que ele fez no passado com ex-governadora Rosalba Ciarlini. Somente.                                                                                                                                     

Inter TV RN vai transmitir decisão do Campeonato Potiguar de 2019

Sede da InterTV Cabugi em Natal (Foto: Reprodução)
A Inter TV Cabugi e a Inter TV Costa Branca vão transmitir para todo o Rio Grande do Norte as finais do Campeonato Potiguar deste ano. Os jogos entre ABC e América-RN estão marcados para as duas próximas quartas-feiras, dias 17 e 24 de abril, às 21h30. A parceria foi firmada na última quinta-feira, em reunião com representantes da emissora, da Federação Norte-rio-grandense de Futebol e dos clubes finalistas.

Vale lembrar que este fato é inédito na história do futebol do Rio Grande do Norte, passando a ter uma partida transmitida em TV aberta, com veiculação em horário nobre, sendo o primeiro jogo ao vivo do Campeonato Potiguar em 32 anos da afiliada da Rede Globo no estado.

Em comunicado divulgado neste sábado, a FNF ressalta que “a chegada de uma transmissão ao vivo valoriza o nosso futebol no mercado nacional e no mapa de novos investimentos, garantindo aos filiados a oportunidade de novas receitas, visibilidade para seus parceiros, deixando de lado o momento sem transmissão de televisão e sem receitas de patrocinadores, como ocorreu no início da temporada”.


A nota diz ainda que a “FNF e os filiados estão tomando as providências para garantir transporte extra, horários especiais e novidades para que o torcedor possa ir aos estádios prestigiar seu clube de coração nas finais do Campeonato Potiguar 2019. São medidas importantes para garantir uma experiência única nas partidas decisivas, buscando o grito de campeão das famílias, dos amigos, dos torcedores, em uma só voz a favor do futebol do Rio Grande do Norte”. 

Informações GloboEsporte.com — Natal

No Twitter, Bolsonaro confirma a convocação de mil novos policiais federais

Anunciado na última quinta-feira, 11, pelo ministro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, a convocação de mil policiais federais aprovados em concurso público no ano passado foi confirmada, neste domingo, 14, pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), via Twitter. O chefe do executivo disse que a nomeação dos novos agentes faz parte do plano para combater o crime organizado e a corrupção no país.
Outra medida que faz parte do pacote é a lei anticrime, proposta pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. O documento está em tramitação no Congresso Nacional.
“O objetivo é compor gradativamente o quadro de inteligência, como no trabalho da Lava-Jato (combate à corrupção) e outros serviços de segurança nacional dentro do orçamento possível destes primeiros 100 dias de mandato”, escreveu Bolsonaro.
Na quinta-fera, durante solenidade em comemoração aos 100 dias d governo, Onyx disse que o “país dará certo”. “O Brasil tem reacendido a esperança de que o país dará certo e o trabalho do grupo de ministros vai reafirmar isso. O presidente disse que vamos combater a criminalidade, corrupção. Instalei pacote anticrime extraordinário do ministro Sérgio Moro e está ajustado ao aproveitamento de 1.000 novos policiais federais aprovados em concurso público e que estão em fase de reformar a nossa PF no que diz respeito ao combate, crime organizado e corrupção. Portanto, o Brasil que vimos hoje apenas no seu alvorecer já é o novo país, porque tem um governo decente, um presidente honesto e um corpo de ministro que só tem um sonho: servir todo dia de forma mais humilde, eficiente e eficaz,” afirmou Onyx na ocasião.
O concurso previa a contratação de 500 pessoas, com nível superior de escolaridade, para as cinco carreiras policiais: 150 para delegado; 60 para perito criminal federal; 80 para escrivão; 30 para papiloscopista e 180 para agente de polícia federal.
Os aprovados estão em fase de convocação para a última etapa do concurso, que é o curso na Academia Nacional de Polícia. A formação dura aproximadamente cinco meses e tem caráter eliminatório. 
Informações Correio Braziliense.

segunda-feira, 1 de abril de 2019

Fim de horário de verão pode ser decidido na semana que vem, diz ministro

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, disse que Jair Bolsonaro estuda acabar com o horário de verão e pode tomar uma decisão sobre o assunto na semana que vem, registra o Estadão.
Segundo Albuquerque, que faz parte da comitiva presidencial em Jerusalém, Bolsonaro pediu que ele fizesse um estudo sobre o fim do horário de verão.
O ministro afirmou que os ganhos econômicos com o horário são poucos, mas não são o único aspecto da questão.
“Entram outros fatores (…) E isso será apresentado ao presidente. Ele tem muito interesse nesse assunto. E eu estarei pronto a partir da semana que vem.”